Skip to content

Guia Paulo César Vasconcellos de Comentário Esportivo

29/05/2011

O Campeonato Brasileiro começou. Não sei exatamente quantos jogos serão, mas serão muitos – muito mais do que você ou qualquer pessoa com emprego ou vida social conseguiria acompanhar. Mas isso não é motivo para passar vergonha nas conversas de bar ou em tentativas de socialização com o porteiro do seu prédio. Existe uma maneira muito fácil de comentar todo e qualquer jogo sem nem assistir aos Gols do Fantástico.

A arte de falar com propriedade sobre assuntos que não se domina é comum em todos os campos da sociedade, mas no futebol ela parece ser absolutamente essencial, explicando a existência dos comentaristas esportivos profissionais.

Mas como o velho “Futebol é uma caixinha de surpresas” não é mais aceitável no blefe futebolístico moderno, então aqui vai uma lista de comentários genéricos que servem para todo e qualquer jogo, batizado em homenagem ao brilhante cronista Paulo César Vasconcellos, um verdadeiro mestre da modalidade. Para aumentar a credibilidade de seus devaneios, não se esqueça de olhar para o horizonte e juntar as pontas dos dedos:

“O TIME TEM QUE JOGAR MAIS PELAS LATERAIS.”
Um clássico do pitaco redundante. Se bobear, serve até para comentar natação. Possível complemento: “O meio está muito congestionado”.

“ESSE É UM JOGO QUE VAI SER DECIDIDO NO DETALHE”.
Não importa se o Barcelona ganhar de 7×0 do Itaperuna. Nesse caso você diz que o detalhe foi o Messi.  O importante é basear seu comentário  num conceito vago. Possível complemento: “Numa bola parada ou no erro do adversário”. Até hoje não há registros no futebol de uma equipe vencendo graças a acertos do adversário.

“TEM QUE ACERTAR O PASSE”
Se ainda assim estiver inseguro e quiser ser o mais óbvio possível, ser absolutamente desnecessário é sempre o melhor caminho.

“ESTÁ FALTANDO LIGAÇÃO DO MEIO COM O ATAQUE”
Comentário também conhecido como “O problema está no último passe.” Use sem medo ou critério.

“NÃO HÁ COBERTURA PARA A SUBIDA DOS LATERAIS, O ADVERSÁRIO MARCA POR ZONA E CONTRA-ATACA COM MAIS VOLUME DE JOGO FAZENDO TRIANGULAÇÃO EM CIMA DOS VOLANTES”
Se tudo der errado, simplesmente misture vários termos táticos numa frase que não precisa fazer nenhum sentido.

PLANO DE EMERGÊNCIA: “RESPOSTA SÉRGIO NORONHA”
Caso alguém te faça uma pergunta específica que não possa ser respondida usando esta lista, use uma resposta estilo Sérgio Noronha, que é simplesmente devolver a pergunta para o interlocutor – com ares de sabedoria, claro:
Narrador: “Mas Sérgio Noronha, não estaria faltando cobertura nas laterais do time do Payssandu?”
Sérgio Noronha: “Será?”

Boa sorte. Tenho certeza que a mulherada ficará muito impressionada.

Daniel Furlan

Anúncios
One Comment leave one →
  1. arthur muhlenber permalink
    29/05/2011 17:11

    hahahah

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: